Notícias arrow Incluir Noticias arrow Embrapa participa do Rally da Pecuária com ações de projetos de pesquisa (28/10/2011)
Menu
Notícias
Via Satélite
Presença na Mídia
Equipe
Fale Conosco
Página Inicial
 
 
 
Embrapa participa do Rally da Pecuária com ações de projetos de pesquisa (28/10/2011) Imprimir E-mail
Por Graziella Galinari   
 Uma equipe da Embrapa Monitoramento por Satélite (Campinas/SP) partiu em viagem nesta quinta-feira (27/10) para participar do Rally da Pecuária 2011, expedição técnica que avaliará, in loco, a pecuária bovina de corte e a qualidade das pastagens no Brasil. A expedição, segunda do gênero, é inspirada nas oito edições já realizadas pelo Rally da Safra e percorrerá no total cerca de 22 mil quilômetros, passando por nove estados brasileiros – onde estão 75% do rebanho bovino e 85% da produção de carne no país.

 A Embrapa Monitoramento por Satélite é uma das instituições que apóiam o Rally da Pecuária 2011, que tem coordenação das consultorias Agroconsult e Bigma e apoio do Banco do Brasil, Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), além de diversas empresas do setor. Iniciado em setembro, o Rally da Pecuária já passou pelo Distrito Federal, Goiás, Tocantins, Pará, Rondônia e Mato Grosso. O grupo da Embrapa, formado por pesquisadores e analistas, vai se juntar à expedição na cidade de Campo Grande (MS), que nesta etapa passará por Bonito e Dourados (MS), Umuarama e Londrina (PR).

 Serão realizadas medições e coleta de informações para dois projetos de pesquisa, GeoDegrade e GeoRastro, que tem como tema a rastreabilidade animal e a identificação e monitoramento de pastagens degradadas. (Ver abaixo mais detalhes dos projetos). Os dados de campo servirão para calibrar e validar os resultados obtidos a partir da análise das séries temporais de imagens de satélites, utilizadas para caracterizar os níveis de degradação dos pastos. Também serão levantados subsídios, junto às fazendas visitadas, para geração de um sistema de geodecisão para a gestão da produção extensiva de bovinos de corte.

 Para o pesquisador e Chefe de P&D da Embrapa Monitoramento por Satélite, Édson Bolfe, a participação na expedição, junto com instituições de pesquisa, agentes financeiros e empresas, se reveste de grande significado técnico-científico. “Essa atividade em parceria aborda diferentes olhares sobre o setor da pecuária, que é de grande importância sócio-econômica para o Brasil". O Rally da Pecuária termina em 11 de novembro e como resultado apresentará uma base de dados pública sobre as condições de pasto e do gado de corte nacional. O objetivo é contribuir para melhorar a base estatística da pecuária no país, com indicadores zootécnicos e da qualidade das pastagens, que são fundamentais para a sustentabilidade da atividade.

GeoDegrade e GeoRastro

 O projeto de pesquisa GeoDegrade, que pretende identificar e monitorar os processos de degradação de pastagens, abrange áreas nos biomas Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica. A identificação e o monitoramento em escalas regionais e nacionais são necessários para dimensionar, de forma ampla e eficiente, a magnitude do problema e, com isso, subsidiar as políticas públicas nas tomadas de decisões sobre a recuperação, o manejo e o uso dessas terras. Nesse caso, a utilização de geotecnologias, como as imagens de satélite, representa uma importante estratégia principalmente por tratar-se de áreas grandes e de difícil acesso.

Segundo a pesquisadora da Embrapa Monitoramento por Satélite, Sandra Furlan Nogueira, a pecuária brasileira é desenvolvida predominantemente a pasto e a degradação tem sido um grande entrave para o setor, causando prejuízos econômicos e ambientais. “Além de contribuir para a produtividade e sustentabilidade do setor, a recuperação dessas áreas degradadas pode favorecer o aumento da produção sem a necessidade de expandir as áreas, evitando o avanço sobre a floresta, por exemplo”.

Outro projeto da Embrapa Monitoramento por Satélite, o GeoRastro, tem como objetivo desenvolver um sistema de geodecisão para rastreabilidade da bovinocultura de corte, envolvendo a análise das práticas de manejo, sanidade, meio ambiente e produção sustentável. A idéia é integrar tecnologias para determinar e autenticar a origem geográfica do gado, a adesão às práticas de boa produção e a aplicação de um sistema de gerenciamento de qualidade no campo.

O projeto explora o uso de dispositivos mecânicos e eletrônicos, como GPS, para coleta e registro de informações relacionadas, por exemplo, à mobilidade do animal, ao manejo e à sanidade. Esses dados serão integrados com informações geoespaciais ligadas a aspectos ambientais, como condições climáticas, tipo de vegetação, quantidade de fitomassa, hidrografia, uso e ocupação das terras, tipo de solo, topografia, indicadores de degradação das áreas de pastagens, entre outros. “Assim, pretende-se agregar ao sistema uma visão espaço-temporal dos aspectos ambientais da área de produção extensiva de bovinos, criando condições para tomadas de decisão”, afirma o líder do projeto, Ricardo Guimarães. O projeto visa buscar atender à crescente demanda por segurança e qualidade alimentar na produção extensiva de carne.

 

Mais informações:

www.rallydapecuaria.com.br

www.cnpm.embrapa.br/projeto/geodegrade

www.cnpm.embrapa.br/projetos/georastro

 

Foto: Embrapa

 
< Anterior   Próximo >
 
   
     

 
 
© 2014 Sala de Imprensa
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.
.